Psy

"Só algumas pessoas escolhidas pela fatalidade do acaso provaram da liberdade esquiva e delicada da vida" "Sou como você me vê. Posso ser leve como uma brisa, ou forte como uma ventania, depende de quando e como você me vê passar" "Clarice Lispector"

4.10.06

Quando falar de amor...




Quando falar sobre amor, finja nada conhecer,
para absorver cada frase que brote do coração.

Quando falar sobre a dor,
deixe abertas as janelas da alma
para compreender que amor e dor
são tão parecidos que até os confundimos,
ao vê-los bem de pertinho.


Quando falar sobre a paz,
faça-o no rumor da guerra,
para ser ouvido na mais alta voz.

Quando falar sobre sonhos, acorde,
para vivê-los na melhor lucidez do seu dia.



Quando falar de amizade,
estenda a mão aos seus inimigos,
para que possa provar a si mesmo
aquilo que gosta de dizer aos outros.


Quando falar de fome,
faça um minuto de jejum,
para lembrar daqueles que jejuam
todos os dias, mesmo sem querer...



Quando falar de frio, abrace alguém.
Quando falar de calor, estenda a mão.
Quando estender a mão,
sustenha o braço para que perdure.

Quando falar de felicidade, acredite nela.



Quando falar de fé,
cerre os olhos para encontrar a razão
daquilo em que crê.

Quando falar de Deus,
faça-o pelo silêncio do seu testemunho.

Quando falar de si mesmo,
aprenda a calar,
para entender o amor, a dor, a paz, os sonhos..

Desconheço a Autoria do Texto


0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

No amor, nem sempre são as faltas o que mais nos prejudica, mas sim a maneira como procedemos depois de as ter cometido. "Oví­dio"