Psy

"Só algumas pessoas escolhidas pela fatalidade do acaso provaram da liberdade esquiva e delicada da vida" "Sou como você me vê. Posso ser leve como uma brisa, ou forte como uma ventania, depende de quando e como você me vê passar" "Clarice Lispector"

12.11.07

Valle de Aezkoa, Navarre, Spain © SuperStock, Inc.



O amor não deve encerrar a coisa possuída,
mas ser parapeito de janela,
ou cais de onde se desprendam os revôos
e partam os navios da beleza
para voltar ou não, conforme amarmos:
nem de menos nem demais.

Lya Luft

American Robin © Adam Jones

3 Comments:

Blogger cantabile diz...

Que saudade que eu estva daqui!!!!
Como sempre as imagens mais belas.
um beijo e até sempre!

9:12 PM  
Blogger ANTONIO DELGADO diz...

É linda imagem do passarinho...recorda-me a minha infancia e como eu gostava de ser como eles para pode voar sem limites.

Cordialmente
António Dlgado

12:46 AM  
Blogger belakbrilha diz...

Hoje precisei de ESTAR e SENTIR ...
neste cantinho...me transmite PAZ!

É muito bom!

bjssssssssssss

6:25 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

No amor, nem sempre são as faltas o que mais nos prejudica, mas sim a maneira como procedemos depois de as ter cometido. "Oví­dio"