Psy

"Só algumas pessoas escolhidas pela fatalidade do acaso provaram da liberdade esquiva e delicada da vida" "Sou como você me vê. Posso ser leve como uma brisa, ou forte como uma ventania, depende de quando e como você me vê passar" "Clarice Lispector"

10.7.07





As andorinhas voltaram
E eu também voltei
Posar no velho ninho
Que um dia aqui deixei

Nós somos andorinhas
Que vão e que vem
A procura de amor

As vezes volta cansada
Ferida machucada
Mas volta pra casa
Batendo suas asas
Com grande dor

Igual a andorinha
Eu parti sonhando
Mas foi tudo em vão

Voltei sem felicidade
Porque na verdade
Uma andorinha
Voando sozinha
Não faz verão
Alcino Alves, Rossi e Rosa Quadros

1 Comments:

Blogger Amélie diz...

Esta letra e sim um primor.

A atmosfera daqui é uma delicia!



Beijos

6:53 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

No amor, nem sempre são as faltas o que mais nos prejudica, mas sim a maneira como procedemos depois de as ter cometido. "Oví­dio"