Psy

"Só algumas pessoas escolhidas pela fatalidade do acaso provaram da liberdade esquiva e delicada da vida" "Sou como você me vê. Posso ser leve como uma brisa, ou forte como uma ventania, depende de quando e como você me vê passar" "Clarice Lispector"

14.7.06

Prazer

Adriana Alves

clica para ouvir






Prazer é questão de percepção e é individual


Tomar um banho relaxante, saborear um tempero diferente, sentir aquele aroma que traz doces lembranças, dançar, ouvir o barulho da chuva, dar um beijo gostoso, enfim, fazer aquilo de que se gosta...
É prestando atenção, integrando nossa mente, nossas emoções e sensações que o prazer acontece.

:: O seu prazer é seu
Sentir prazer é uma dádiva divina. E, eu chamo dádiva divina tudo o que a vida nos oferece: a mim, a você, aos maldosos, aos bondosos, enfim. Falo da natureza, do sol. Da mágica da terra criando os alimentos, do funcionamento perfeito do nosso organismo, desta inteligência que orienta o Universo. Esta inteligência infinitamente capaz de criações únicas: não existe nada igual a nada.
Somos únicos. Corpos, personalidade, gostos, sentimentos. Até a realidade depende exclusivamente da nossa percepção, da nossa interpretação. Quando estamos no bem a nossa vida é boa. Quando estamos apaixonados, amando, nos dando prazer tudo fica colorido, brilhante, doce... E aí, não falo só do prazer para a relação afetiva.
Podemos ter prazer em tudo na nossa vida... Na nossa vida familiar, social, profissional. Irradiando bondade, irradiando gostosura, alegria...


:: Chaves para o prazer
A chave para o prazer é o auto-conhecimento e auto-aceitação.
Quando entramos em sintonia com nossa exclusividade, com as nossas peculiaridades e simplesmente manisfestamos o que somos _ sem medos, bloqueios, moralismos, limitações _ vivendo o momento presente o prazer acontece.
Simples, não é?
Pois é simplesinho assim mesmo! Apenas se dar o que agrada, o que adoça, seduz... Com gratidão, intensidade e entrega.
Viver com prazer é uma questão de escolha.

1 Comments:

Anonymous Anônimo diz...

Interesting site. Useful information. Bookmarked.
»

5:37 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

No amor, nem sempre são as faltas o que mais nos prejudica, mas sim a maneira como procedemos depois de as ter cometido. "Oví­dio"