Psy

"Só algumas pessoas escolhidas pela fatalidade do acaso provaram da liberdade esquiva e delicada da vida" "Sou como você me vê. Posso ser leve como uma brisa, ou forte como uma ventania, depende de quando e como você me vê passar" "Clarice Lispector"

4.7.06

Sensível

clique para ouvir...



Por que brota de mim, quando o corpo repousa e a alma fica a sós, esta insensata rosa?"
Jorge Luis Borges


Quem é essa agora que dentro de mim
Me assusta e me atrai
Sorrateira ela sou eu,
Ou alguma sombra
Que me segue como bicho,
Rastejando nos calcanhares da minha alma
Lá está, lá está, sabe tudo,
Faz tudo, eu sou
Apenas uma ferramenta
Garganta pela qual
Ela chama, chama, chama
Lya Luft

2 Comments:

Anonymous Draconis diz...

Já tinha saudades de a ver/ler.
O seu blog melhora a cada postagem. É um prazer visita-la.
Um beijo amigo

8:55 PM  
Blogger Psy diz...

Obrigada!
Draconis... a recíproca é verdadeira
quanto ao prazer em ver/ler. :-)

8:30 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

No amor, nem sempre são as faltas o que mais nos prejudica, mas sim a maneira como procedemos depois de as ter cometido. "Oví­dio"