Psy

"Só algumas pessoas escolhidas pela fatalidade do acaso provaram da liberdade esquiva e delicada da vida" "Sou como você me vê. Posso ser leve como uma brisa, ou forte como uma ventania, depende de quando e como você me vê passar" "Clarice Lispector"

15.3.07

Vocação de Médico




Ajuntar o que já se desintegrou
Suturar o que se rasgou
Integrar o que está desconjuntado
Reviver aquele que
acabou de suspirar
Amparar quem não mais se sustenta.

Reerguer aquele já desfalecido
Falecer a dor que castiga e castigar
A doença que corrói desfalecendo.

Reunir o que já não mais restou
Animar a chama que alinda fumega
Avivar a esperança, ainda que a
Desilusão seja inevitável.

Proporcionar a calma aquele
Que já encarnou o desespero
Encarnar a vida de quem quis extingui-la
De outrem ou de si mesmo.

Articular o que já está destroçado
Conformar o que está amorfo
Lutar incansavelmente, mesmo que
A batalha esteja inexoravelmente perdida.

Falar a verdade com diplomacia sem ser diplomata
Ser honesto sem ser tendencioso
Ponderar sem ser juiz
Mitigar, extinguir o sofrimento
Sonhar, acreditar e sempre defender a vida.

Zelar pela saúde, independentemente
Da aparência física, poder econômico,
Interesses religiosos e situação cultural,
Pois a alma não é aquilatada pela natureza do cifrão,
Nem mesmo pela sua cor, tamanho, peso, odor ou forma.

Só há um denominador comum
Uma só profissão
Um só vocábulo Uma só honra – MÉDICO!

Não abdique de sua condição
Nunca deixe perecer sua identidade
Jamais negligencie sua vocação


Escrito por Hélio Begliomini – Médico








Isso é o que se pensa e espera
daquele que se propõe a ajudar a salvar vidas.

Infelizmente, como há sempre o bom e o mal homem,

no caso dos Doutores, não haveria de ser diferente.

Desejamos, contudo, que o médico frio, mercenário e impessoal seja uma minoria.
Que seja dado, a todo ser humano, independente de sua condição financeira,

a oportunidade de curar os males que matam o seu corpo.
MJ



2 Comments:

Blogger belakbrilha diz...

É verdade MJ, mas infelizmente ainda aconteceu aqui há pouco tempo, com uma pessoa amiga, que pela luta dos médicos, que eu não sou contra de maneira nenhuma, adiaram uma operação a uma perna partida de uma pessoa de 90 anos, por três vezes, o que levou a essa pessoa desistir de viver!!

Infelizmente isto ainda acontece!!!

bjs da amiga

6:37 PM  
Blogger cantabile diz...

maravilhoso!!!!!

11:14 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

No amor, nem sempre são as faltas o que mais nos prejudica, mas sim a maneira como procedemos depois de as ter cometido. "Oví­dio"