Psy

"Só algumas pessoas escolhidas pela fatalidade do acaso provaram da liberdade esquiva e delicada da vida" "Sou como você me vê. Posso ser leve como uma brisa, ou forte como uma ventania, depende de quando e como você me vê passar" "Clarice Lispector"

16.7.07

BelaKbrilha

BelakBrilha...

.

Sejamos sempre amigas...


Já compartilhei tanto contigo...
Quando conversamos, tu me ajudas a escutar
meus próprios pensamentos;
tua compreensão alivia meus problemas
e tua paciência aceita os meus erros.
Sabes quando necessito de teus conselhos
e sabes quando, simplesmente, preciso de ti.
Tudo o quanto esperei de uma amiga
encontrei em ti.


Como tua amiga,
valorizo teus méritos e
aceito tuas fraquezas.
Não quero te julgar,
nem te controlar,
nem te mudar.
És como és.


Sempre estás por perto para me ajudar,
para me incentivar,
para me fazer recordar que não estou só.

Nunca estás ocupada demais para ser minha amiga.
Obrigada por compartilhar comigo tanto do teu tempo,
da tua compreensão... e de ti mesma.




Sempre que preciso falar,
tu me escutas.
Sempre que preciso permanecer em silencio,
tu me entendes.
Sempre que necessito de ti,
eu te encontro.

Tua confiança em mim fortaleceu minha auto-estima;
tens alegrado toda a minha vida.



Perdoaste os meus erros
e me fizeste esquecê-los.
Acreditaste em meus sonhos e
me ajudaste a torná-los realidade.
Tua amizade me enriquece e por isso
vou te agradecer sempre.



Hoje estás em meus pensamentos...

Hoje penso em ti
e recordo quantas vezes
chegaste de surpresa
quando mais precisava de ti,
como sempre tens sido
generosa com o teu tempo
e como pude contar contigo
com tanta liberdade.

Hoje penso na alegria de estarmos juntas,
em como tudo parece ainda
mais divertido ao teu lado
e, inclusive, em como as coisas
simples se tornam especiais
porque as compartilhamos.

Hoje penso em quantas vezes
acreditaste em mim e, só por isso,
ao invés de renunciar a meus objetivos,
tratei de persegui-los com mais empenho.

Dou-me conta do quanto és especial e vejo que
tudo em minha vida melhorou porque fazes parte dela.

Por isso hoje, ao pensar em ti,
recordo o bem que me fizeste,
as palavras amáveis que me disseste
e o muito que compartilhamos.





.


Quanto mais te conheço...
Mais feliz me sinto por ser tua amiga!

Tu e eu...
compreendemo-nos,
aceitamo-nos,
divertimo-nos
e preocupamo-nos
uma com a outra

Tu e eu somos...
As melhores amigas.


Nossa amizade não vê o tempo passar;
sentimos que nos conhecemos desde sempre;
nosso presente é tão forte
que o nosso passado não tem segredos
e nos preparamos juntas para desafiar o futuro.


Como amiga me ensinaste
a crer em mim mesma,
a valorizar-me,
a confiar em mim,
a aceitar-me como sou.

Através de ti aprendi a tornar-me amiga de mim mesma.


Quando peço tua opinião sobre o que faço e o que acontece comigo, sobre tantos assuntos importantes ou corriqueiros, sei que me ajudarás a escolher o melhor.

Quando te dou minha opinião sobre algo, estou tranqüila: sei qeu me escutarás com o coração aberto porque desejo o melhor para ti.



Todos os dias descubro a importância de ter uma amiga...
E como sou abençoada por ter uma como tu!



Tu sabes como ser forte quando estou fraca,
como consolar-me quando sofro,
como alegrar-me quando estou triste,
como dar o melhor de ti mesma
quando preciso de ti.

Tu sabes como ser minha amiga.



A força de nossa amizade baseia-se em
sermos sempre sinceras;
sua permanênciaenraíza-se
em nos aceitarmos;
e a alegria de compartilhá-la,
em cuidarmos uma da outra.

A beleza de nossa amizade, então,
já faz parte de nós mesmas.


Passamos tão bons momentos juntas...

Consideramos as mesmas coisas divertidas ou absurdas
E quase sempre gostamos das mesmas coisas.

Podemos conversar horas e horas sobre as coisas mais importantes para nós...
Podemos falar horas e horas sobre qualquer assunto.

Tratamo-nos de igual para igual.
Não competimos entre nós;
não queremos ter poder sobre a outra
e nos respeitamos sempre.



Posso confiar em ti,
confessar-te meus erros
e também meu arrependimento.
Posso contar-te coisas que não contei
a mais níngüem
e sei que não me julgarás...

Compartilhamos tudo.

Temos andado juntas por todos os caminhos.
As alegrias de uma sempre cumulam de felicidade o coração da outra.

Minhas esperanças, teus desejos,
o riso compartilhado e os sonhos: tudo isso desfrutamos dividindo,
mas tudo se multiplica em nossas almas.

E quando chega a tristeza, podemos suportá-la melhor porque estamos juntas.
O pesar de alguns momentos nos uniu: a desilusão quando já não era possível acreditar... a dor quando já não havia mais esperança...

Crescemos, também, enxugando as lagrimas uma da outra.


Obrigada por ser a amiga
Que sempre teve fé em mim,
Que sempre me compreendeu,
Que sempre me aceitou,
Que sempre me quis.

O que compartilhamos não é comum,
portanto: tratemos de protegê-lo,
celebrá-lo e cuidá-lo.


Texto Original de Paula Finn
Tradução: Regina Maria Fonseca Ferreira

Imagens: Kim Anderson

3 Comments:

Blogger belakbrilha diz...

snif...snif...snif :")

Obrigada!
Só você mesmo amiga!

Dedico-lhe este poema de que gosto muito!

A BELEZA DA AMIZADE


"Tenho amigos que não sabem
o quanto são meus amigos.
Não percebem o amor que lhes devoto e a absoluta
necessidade que tenho deles.
A amizade é um sentimento
mais nobre do que o amor, eis que permite
que o objecto dela se divida em
outros afectos, enquanto o amor tem
intrínseco o ciúme, que não admite rivalidade.
E eu poderia suportar,
embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores,
mas enlouqueceria se morressem
todos os meus amigos!
Até mesmo aqueles que não percebem o
quanto são meus amigos e o quanto minha vida
depende de suas existências...
A alguns deles não procuro,
basta-me saber que eles
existem.
Esta mera condição me encoraja
a seguir em frente pela vida.
Mas, porque não os procuro com assiduidade,
não posso lhes dizer o quanto
gosto deles. Eles não iriam acreditar!
Muitos deles estão lendo esta crónica e
não sabem que estão incluídos
na sagrada relação de meus amigos.
Mas é delicioso que eu saiba e
sinta que os adoro,
embora não declare e não os procure.
E às vezes,
quando os procuro, noto que
eles não têm noção de como me são necessários,
de como são indispensáveis ao
meu equilíbrio vital, porque eles
fazem parte do mundo
que eu, tremulamente construí e se tornaram alicerces do
meu encanto pela vida.
Se um deles morrer,
eu ficarei torto para um lado.
Se todos eles morrerem, eu desabo!
Por isso é que, sem que eles saibam,
eu rezo pela ida deles. E me envergonho,
porque essa prece é, em síntese,
dirigida ao meu bem estar.
Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo.
Por vezes mergulho em pensamentos
sobre alguns deles.
Quando viajo e fico diante
de lugares maravilhosos,
cai-me alguma lágrima por
não estarem junto de mim, compartilhando daquele prazer...
Se alguma coisa me consome e
me envelhece
é que a roda furiosa da vida não
me permite ter sempre ao meu lado,
morando comigo, andando comigo, falando comigo, vivendo comigo todos os
meus amigos, e
principalmente os que só desconfiam
ou talvez nunca
vão saber que são meus amigos!
"A gente não faz amigos, reconhece-os"."

(Vinicius de Moraes)
Obrigada!
Beijos ternos
Foi das coisas mais lindas que alguém se lembrou de me dizer,
Você é uma amiga de verdade!!!...
...os meus amigos de verdade são os "pedacinhos de mim própria"
Você é um deles!
bem haja

6:53 PM  
Blogger Paulo Sempre diz...

A amizade só por si não existe, é preciso alimenta-la todos os dias e sempre!!!
Um blogue muito bonito
Obrigao
Paulo

11:59 AM  
Blogger Naeno diz...

ALÉM

Perco-me na confusão de sonho e realidade
Nesta mistura de quimeras e vida
Aquele lugar um imã, e de saudade
Que no extremo do rio detida
E que desejo, mas ficou por aqui
Esperando que alguém me veja rir.

Quem sabe demarcações inexistentes
Levem longe sem que possa ser
Descanso e sossego para os penitentes
De que essa instância possa oferecer
Felicitados nós? Diz-se talvez,
Naquela distância, em pouca vez.

Tão, só sonhada, não se insinua
Só de sonhá-la já me cansou
Sob os oitizeiros, olhando a lua.
Sente-se o frio quando ela pousou.
Ah, nesse canto também além
O mal se faz, enfrenta o bem.

Diferente de outros lugares
Nem com as sombras irreais ou não
Que aliza a alma nos seus altares
Que o bem ovule qualquer meu coração.
É disperso, sem nada, que é tudo,
Que a vida irrompa, sobretudo.

7:27 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

No amor, nem sempre são as faltas o que mais nos prejudica, mas sim a maneira como procedemos depois de as ter cometido. "Oví­dio"