Psy

"Só algumas pessoas escolhidas pela fatalidade do acaso provaram da liberdade esquiva e delicada da vida" "Sou como você me vê. Posso ser leve como uma brisa, ou forte como uma ventania, depende de quando e como você me vê passar" "Clarice Lispector"

17.9.07




Você comigo aqui
Nesse lugar
É um sonho eu nem
Posso acreditar
É sempre tão difícil
Encontrar
Algum tempo só prá gente
Se amar...

Esquecemos de nos dois
Com tanta coisa prá fazer
E quem sofre mais com isso
É o coração
Quando a gente, então se vê
É bem maior nosso prazer
Impossível é conter
Nossa paixão...

A nossa história de amor
Se parece com um milhão
De outras mais
Tanta gente que se ama demais
Que dificilmente pode se vê...

Mas o amor que a gente faz
É tão lindo que não há
Outro igual
O desejo em nós é mais
Que o normal
Ninguém ama como eu e você...

Você comigo aqui à meia-luz
Tão misteriosamente sensual
Tão carinhosamente me conduz
Ao limite do prazer
Em alto astral...

É tão grande a emoção
De estar contigo aqui à sós
E ter tempo prá fazer
E acontecer
Ter você todo prá mim
E o mundo inteiro
Só prá nós
É tão bom que eu nem sei
O que dizer...

A nossa história de amor
Se parece com um milhão
De outras mais
Tanta gente que se ama demais
Que dificilmente pode se vê...

Mas o amor que a gente faz
É tão lindo que não há
Outro igual
O desejo em nós é mais
Que o normal
Ninguém ama como eu e você...



Paulo Sergio Valle - Augusto César
Imagens: da net

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

No amor, nem sempre são as faltas o que mais nos prejudica, mas sim a maneira como procedemos depois de as ter cometido. "Oví­dio"