Psy

"Só algumas pessoas escolhidas pela fatalidade do acaso provaram da liberdade esquiva e delicada da vida" "Sou como você me vê. Posso ser leve como uma brisa, ou forte como uma ventania, depende de quando e como você me vê passar" "Clarice Lispector"

2.8.06

Paz (é preciso)




Quando eu era criança, menina entre oito e dez anos, não sabia o que significava a palavra “Guerra”. Minha mãe comprava muitos “pintinhos”. Eu dava nome a cada um deles. A tardinha, gostava de brincar com eles. Ficava muito triste quando um deles era “esmagado” e morto, ao ser pisado (sem querer) por um dos adultos da casa.

Hoje, depois que me tornei adulta, a criança que há em mim se entristece e uma parte de mim também morre quando vê homens matando, mutilando e odiando o seu semelhante.

Hoje, sabendo o que é ser mãe, meu coração chora junto com as mães que vivem a terrível dor de ver a vida de suas crianças ceifadas de forma tão covarde e insana.

(somos eternamente crianças para nossas mães)

Hoje, uma parte de mim ainda crê que haja justiça, enquanto outra procura desesperadamente compreender o por que de tudo isso, (se é que há lógica na guerra) para não enlouquecer e acreditar que viver deixou de ser um direito e passou a ser uma imposição.

Para que serve a Guerra?
Por que não se matam entre si os criadores da guerra (os homens do poder)?
Por que matam assim os inocentes...
Por que morrem os que não sabem por que estão morrendo?
Que mérito há nisso...(covardia)!

Se há um Deus, que tudo sabe, tudo pode, tudo vê e em todo lugar está, há o homem que, na grandeza da sua ambição, na razão da bestialidade, renega a sua criação e retorna as origens primitivas do ser bruto.

Não há razão para uma guerra por que toda ela destrói (não constrói)

O mundo assisti à destruição dos povos. Sinto-me incapaz e triste.

Quantos ainda pagarão com a vida, a desumanidade dos senhores da guerra?

Homens, não matem em nome da fé.
Deus é Pai.
Todo pai, por ruim que seu filho seja, não é capaz de matá-lo.

Homens, não matem em nome da democracia e progresso.
O planeta terra precisa de gente para existir.

Homens, não esqueçam de que o verdadeiro poder
não está em matar,
mas em ser capaz de devolver a vida ao que se mata.

A brutalidade salta aos nossos olhos, ao vivo e em cores...
A qualquer hora, um bombardeio pode acontecer. As imagens são dantescas...

Minha filha olha pra mim e diz
- Mamãe, por isso acontece? Por que esses homens estão "matando tanta gente" e "quebrando a cidade?
- Filha... eles não se reconhecem como pessoas com direitos iguais e querem, na força, resolver as diferenças entre si.
Como não se toleram, não sabem conversar. Por isso, eles criam a "guerra"...
(Maria José)



2 Comments:

Blogger falcão peregrino diz...

OLá PSY
Comprido mas lindo este artigo, eu evitei mostrar ás meninas principalmente a mais canina a tv, eu não sabia como falar sobre aquilo, fiquei muito chocado e emocionado
Que mundo cruel PSY, com pessoas como vc ao leme isto seria bem mais carinhoso
1 bjo PSY

7:51 PM  
Blogger lua_AZUL59 diz...

Obrigada!!!!!!

...foi um CONSOLO, um COLINHO, que eu precisava e você OFERECEU...

SENTI o afago mesmo de longe, limpou a lágrima...

OBRIGADA!!!!!

BEIJOS e um XI bem apertadinho
como dizem as minhas crianças!

lua azul

7:55 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

No amor, nem sempre são as faltas o que mais nos prejudica, mas sim a maneira como procedemos depois de as ter cometido. "Oví­dio"