Psy

"Só algumas pessoas escolhidas pela fatalidade do acaso provaram da liberdade esquiva e delicada da vida" "Sou como você me vê. Posso ser leve como uma brisa, ou forte como uma ventania, depende de quando e como você me vê passar" "Clarice Lispector"

3.8.06

Revolução da Alma




Ninguém é dono da sua felicidade,
por isso não entregue sua alegria,
sua paz, sua vida nas mãos de ninguém,
absolutamente ninguém.

Somos livres, não pertencemos a ninguém
e não podemos querer ser donos dos desejos,
da vontade ou dos sonhos de quem quer que seja.


A razão da sua vida é você mesmo.
A sua paz interior é a sua meta de vida.
Quando sentir um vazio na alma,
quando acreditar que ainda está faltando algo,
mesmo tendo tudo, remeta seu pensamento
para os seus desejos mais íntimos e busque a
divindade que existe em você.

Pare de colocar sua felicidade cada dia mais distante de você.
Não coloque objetivos longe demais de suas mãos;
abrace os que estão ao seu alcance hoje.

Se você anda desesperado por problemas financeiros,
amorosos ou de relacionamentos familiares,
busque em seu interior a resposta para se acalmar.

Você é reflexo do que pensa diariamente.
Pare de pensar mal de você mesmo,
e seja seu melhor amigo sempre.

Sorrir significa aprovar, aceitar, felicitar.
Então abra um sorriso para aprovar o mundo
que lhe quer oferecer o melhor.

Com um sorriso no rosto as pessoas terão
as melhores impressões de você,
e você estará afirmando para você mesmo,
que está "pronto" para ser feliz.

Trabalhe, trabalhe muito a seu favor.
Pare de esperar a felicidade sem esforços.
Pare de exigir das pessoas aquilo
que nem você conquistou ainda.

Critique menos, trabalhe mais.
E não se esqueça nunca de agradecer.
Agradeça tudo que está em sua vida
nesse momento, inclusive a dor .

Nossa compreensão do universo ainda é muito pequena
para julgar o que quer que seja na nossa vida.

Por fim, acredite que não estaremos sozinhos
em nossas caminhadas, um instante sequer,
se nossos passos forem dados em
busca de justiça e igualdade!

"A grandeza não consiste em receber honras, mas em merecê-las."
*Aristóteles

(* O autor, Aristóteles, filósofo grego, discípulo de Platão e este de Sócrates, escreveu este texto " Revolução da Alma" no ano 360 A.C. mais ou menos, e é eterno.)

.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

No amor, nem sempre são as faltas o que mais nos prejudica, mas sim a maneira como procedemos depois de as ter cometido. "Oví­dio"