Psy

"Só algumas pessoas escolhidas pela fatalidade do acaso provaram da liberdade esquiva e delicada da vida" "Sou como você me vê. Posso ser leve como uma brisa, ou forte como uma ventania, depende de quando e como você me vê passar" "Clarice Lispector"

22.3.07

Canteiros



Quando penso em você fecho os olhos de saudade
Tenho tido muita coisa, menos a felicidade
Correm os meus dedos longos em versos tristes que invento
Nem aquilo a que me entrego já me traz contentamento

Pode ser até manhã, cedo claro feito dia
mas nada do que me dizem me faz sentir alegria
Eu só queria ter no mato um gosto de framboesa
Para correr entre os canteiros e esconder minha tristeza

Que eu ainda sou bem moço para tanta tristeza
E deixemos de coisa, cuidemos da vida,
Pois se não chega a morte ou coisa parecida
E nos arrasta moço, sem ter visto a vida.
Cecília Meireles

......


4 Comments:

Blogger cantabile diz...

Esse poema me levou para um tempo onde eu matava aulas numa bela praça e ficava tocando violão e cantando isso.
Obrigada pela lembrança.
beijos

2:38 PM  
Blogger Psy diz...

Cantabile,
Ainda bem que você têm doces lembranças...
A amizade, a turma unida, numa mesma "canção".
Bela fase...
Já no meu caso, esse poema retrata de fato uma saudade sentida, perdida e, até certo ponto, esquecida. rsrsrrs.
Apesar das juras, o tempo cumpriu outras promessas...
Hoje, ele está bem longe...
Mais ainda do meu amor. rsrsrs
Normal, faz parte da fase.
Beijos.
Desejo bom final de semana pra você!

3:03 PM  
Blogger belakbrilha diz...

Este poema é lindo!
Um pouco triste.
Mas a saudade também nos traz essa nostalgia né?
Dos tempos já vividos ou que eram para ser vividos e não foram!

juras, promessas...
Mas que não passaram disso!

Sinto vc também um pouco triste!
Amiga, vamos lá a SORRIR...

Sorrir faz bem à alma
mesmo que a alma CHORE!

bjs para vc

11:18 AM  
Blogger Psy diz...

Minha querida BelakBrilha...
Não se preocupe com esta impressão de que eu esteja triste.
Na verdade, querida, meu estado de espírito ultimamente está mais para reflexão do que "satisfação".
É o meu jeito de ser.
No fundo, mesmo que as pessoas não percebam, eu estou bem...
(do meu jeito...) rsrsrs
Beijos

12:06 PM

12:19 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

No amor, nem sempre são as faltas o que mais nos prejudica, mas sim a maneira como procedemos depois de as ter cometido. "Oví­dio"